Como Fazer um Capítulo Histórico de TCC

Modelo de Como Fazer um Capítulo Histórico de TCC:

Tudo que Você tem Que Fazer é Sentar com uns 5 livros e Seguir o Que é Solicitado em Cada Parágrafo.

Capítulo Histórico – Modelo 1.

Esse modelo consiste em um formato de capítulo para credibilizar ainda mais seu TCC, use-o com carinho…

capítulo de tcc histórico

Bloco 1 – IDEIA INICIAL

Busque uma história em algum dos livros que você está usando como referência. Escolha de preferência o livro que você usará como base para sua pesquisa(o principal). Essa história pode ser qualquer uma que tenha a ver com o seu capítulo.

Exemplo:

Capítulo: A DISPOSIÇÃO DAS CADEIRAS (Livro Linguagem Corporal) No exemplo citado esse capítulo começa a falar sobre como escolher corretamente o lugar para se sentar. Isso é uma introdução à história que virá. Introdução que você deve fazer nesse bloco – veja o exemplo: Escolher corretamente um lugar para sentar é uma forma eficaz de obter a cooperação das outras pessoas. Da mesma forma, o lugar que outras pessoas escolhem para se sentar na sua presença é bastante revelador da atitude delas para com você. Depois a continuação que virá no próximo bloco será a história: O que eu tenho que fazer nesse bloco ? – Explicação: Em média 5 linhas desenvolva um ideia inicial que servirá como base para um história que você contará no próximo bloco. É importante entender que você deve falar de um cenário de estudo antigo para dar credibilidade ao estudo, você entenderá no exemplo do próximo bloco.

Exemplo:

Escolher corretamente um lugar para sentar é uma forma eficaz de obter a cooperação das outras pessoas. Da mesma forma, o lugar que outras pessoas escolhem para se sentar na sua presença é bastante revelador da atitude delas para com você.

Bloco 2 – CENÁRIO HISTÓRICO

Agora que você no bloco anterior já fez uma breve introdução a esta história, conte-a. Descreva o cenário histórico de uma pesquisa que tenha a ver com a ideia do bloco anterior. Pode ter em torno de umas 5 linhas. Foque em:

  • Quando foi
  • O que pretendia – Proposta
  • Como pretendiam medir o experimento (opcional)

Veja um exemplo exemplo do que estou falando:

Ao longo das décadas de 1970,1980, e 1990, nós fizemos várias pesquisas com participantes de seminários para descobrir as posições nas mesas que eles consideravam mais eficazes para comunicar determinadas atitudes. analisamos opiniões de delegados a seminários e questionários do nosso banco de dados.

Bloco 3 – PRIMEIRO GRANDE ESTUDO

Busque nos seus livros de referência, qual foi o grande estudo realizado dentro do assunto central do seu capítulo. Caso você não tenha acesso a essa informação, busque falar sobre o começo de tudo. Então, continuando o parágrafo anterior, você informará qual foi o primeiro grande estudo, dessa forma foque em falar sobre:

  • Quem fez
  • Em qual instituição
  • Qual a amostragem que ele estudou
  • O que você usou do estudo dele e aplicou
  • Resumir sua pesquisa com base no experimento do autor

Se você não faz ideia de qual foi o primeiro estudo ou até tem um conteúdo no seu livro e não sabe ao certo se foi o primeiro estudo, então, neste caso, ao invés de dizer que é o primeiro estudo, diga que é um dos principais estudos.

Veja um exemplo:

O primeiro grande estudo sobre a disposição das cadeiras foi feito pelo psicólogo Roberto Sommer, da Universidade da Califórnia, que analisou um grupo representativo de estudantes e crianças em ambientes públicos e sociais, como bares e restaurantes. Aplicamos as descobertas de Sommer à disposição das cadeiras em situações profissionais e negociações. Embora existam diferenças marginais entre culturas e relações interpessoais, resumimos aqui as formas de dispor as cadeiras com que você irá se deparar na maior parte dos lugares e situações.

Bloco 4 – RESUMO DE OBRA DE AUTOR

Busque no seu livro principal qual o local onde é descrito a pesquisa e então relate aqui para que os leitores entendam como esta pesquisa foi realizada. Se estiver com dificuldades de encontrar essa informação, procure em metodologia, conclusão ou delimitação. Nesse parágrafo, descreva de forma resumida a obra do mesmo autor ou de outro autor em relação a assunto. Procure descrever como ele fez a análise dele e aponte a conclusão que ele chegou.

Exemplo:

Em seu livro Comunicação não-verbal na interação humana, Mark Knapp, da Universidade de Vermont, observa que embora exista uma fórmula geral para a interpretação das posições relativas de pessoas sentadas, o ambiente pode exercer influência sobre as escolhas.

Bloco 5 – RESULTADO DE PESQUISAS SOBRE O ASSUNTO

Esse parágrafo é a continuação do anterior. Você pode continuar falando sobre a pesquisa do autor anterior ou lançar resultado de pesquisas sobre o mesmo assunto que sejam de outros autores. No seu livro principal busque pelos resultados que foram obtidos pela pesquisa que você está relatando neste capítulo. Importante descrever todo o cenário.

Veja um exemplo:

Pesquisas realizadas com indivíduos de classe médias mostraram que os lugares que as pessoas escolhem para sentar nos bares, por exemplo, diferem dos lugares que elas escolhem em restaurantes finos. A direção em que apontam as cadeiras e a distância entre as mesas pode também produzir distorções na forma de se escolher um lugar para sentar. Casais Íntimos, por exemplo, preferem sentar lado ao lado, mas num restaurante cheio onde as mesas ficam muito juntas são obrigados a sentar-se frente a frente.

Bloco 6 – SUPOSIÇÃO

Agora vem um passo meio trabalhoso, você deve supor um cenário a fim de dar um exemplo fácil ao leitor. Como se você tivesse lido um livro para uma criança, mas ele não tenha entendido, nesse caso, você normalmente da outro exemplo de forma mais simples para que ele entenda. Nesse sentido, aqui você deve fazer o mesmo.

Exemplo: 

Suponhamos que você, a pessoa B, vai sentar-se com a pessoa A numa mesa retangular. Que lugar você escolheria para se sentar em cada uma das seguintes circunstâncias?

  • Você vai ajudar uma pessoas a fazer palavras cruzadas.
  • Você vai jogar xadrez com alguém.
  • Você está numa biblioteca pública e não quer ninguém por perto.

Veja a figura abaixo e faça suas escolhas:  Estas são as suas respostas mais prováveis:

  • Para fazer a entrevista, você escolheu a posição de canto (B1), que lhe permite ver a pessoa claramente sem parecer competitivo ou agressivo, como seria se você escolhesse a posição B3, nem demasiado familiar, como o caso da B2.
  • Para ajudar nas palavras cruzadas, voê escolheu ficar na B2 em posição cooperativa, aquela em que a gente se senta para ajudar ou criar um relacionamento com a pessoa.
Apenas detalhe o cenário, aí em cima é só um exemplo qualquer.

Bloco 7 – CONCLUSÃO CAPITULO

Agora conclua o exemplo anterior, deixe de forma resumida os resultados. Você pode usar entre 5 a 10 linhas para finalizar. Pode apontar conclusões do autor ou as suas próprias conclusões.
Exemplo:
Cinquenta e seis por cento dos entrevistados em cenários comerciais consideraram que esta é uma posição competitiva, ao passo que 35% das pessoas consultadas em situações sociais – resultantes, por exemplo – disseram vê-la como propícia à conversa. Ela funciona bem com os casais em restaurantes porque permite um ótimo contato olho no olho ao mesmo tempo em que a “oposição” faz destacar sutilmente as diferenças de gênero. No ambiente de trabalho, porém, esta posição pode ser adotada quando as duas pessoas estão competindo ou quando uma está censurando a outra. Ela pode também ser usada por A para estabelecer uma relação superior/subordinado quando usada no território de A.

Aprendendo a Como Elaborar um TCC Completo

capítulo de TCC

Agora que você já sabe como fazer um capítulo histórico de TCC, você já consegue pelo menos começar o seu projeto. Porém, se quiser aprender mais aconselho que leia o artigo Como Elaborar um TCC de Sucesso.

No entanto, mesmo com esses conhecimentos ficará bem complicado fazer o seu TCC. Por esse motivo, vou facilitar a sua vida mostrando um software chamado Monografis, que foi criado por um professor universitário e que ensinará você a como elaborar um TCC Passo a Passo do Zero ao Final (sem brincadeiras), é só clicar aqui para acessar.